Durante o meu dia de anos, decidimos ir passear. Uma vez que, nunca tinha ido até à Península de Tróia, decidimos atravessar com o carro e passear no Tróia Resort. De facto é um local bonito e dou graças por não haver pontes! Apesar do tempo da travessia de barco, a beleza natural daquele local reside no facto de estar afastado “da cidade”. Já não se vêem muitos locais assim.

A divisão entre recursos está, na minha opinião, um pouco mal distribuída. Hoje ao ver as notícias, sinto alguma tristeza em perceber que enquanto há recursos para evitar que as pessoas se matem por vandalismo, não existe recursos para controlar atentados às povoações e natureza!

O jornal “Público” hoje lançou uma notícia intitulada “Comissão de protecção de dados proíbe Google de fotografar ruas portuguesas” (João Pedro Pereira). Este tipo de notícia já não é recente. Desde há muito tempo que existe pequenas guerrilhas entre alguns Governos e a empresa americana, Google. É verdade que existem leis, é verdade também que os tempos mudam.

Será que os radares, são efectivamente, os meios mais fiáveis de assegurar a segurança na estrada? Serão as condições do trânsito, muitas vezes, consequência da falta de civismo dos condutores? De facto, prevenção deveria ser a palavra de ordem... não a repressão e obrigação. Prevenção consegue-se, sim, com educação e informação e, não, com leis de imposição.

No dia 17 de Julho decidi fazer uma pequena observação solar. Há algum tempo que não observava e gostava de ver se, pela primeira vez, conseguia observar manchas solares.