Todos os artigos

Lugar de vulnerabilidade

Hoje mirei, mirei uma luz que se vai aproximando. Estou a caminhar, devagar, mas a caminhar. É um bom princípio reconhecer algum percurso que se vá tomando, ainda que aparentemente po...

Em SAÚDE, 29 de outubro de 2019

Porque hoje é melhor que ontem...

Ontem a escuridão abateu-se sobre mim. A escuridão formou uma neblina intransponível, deixando-me sem ver qualquer vislumbre de um caminho, sem ver qualquer luz ao fundo, sem ver qual...

Em SAÚDE, 23 de outubro de 2019

Quando a apatia te rouba o prazer...

São quatro da tarde, o meu corpo continua estendido no sofá… imóvel, sem acção. Olho em meu redor, vejo os livros, a consola de jogos, a televisão, a máquina fotográfica, a mesa de DJ...

Em SAÚDE, 23 de outubro de 2019

Acordo pela manhã...

Acordo pela manhã, conto até três na esperança de que tenha um acordar mais ligeiro, abro os olhos. Olho em meu redor, a cama, os lençóis, a colcha… os gatos. A vida que existe nesta ...

Em SAÚDE, 20 de outubro de 2019

Dia Mundial da Saúde Mental - A Doença Invisível

Começo este texto sem saber bem o que escrever, mas a sentir necessidade de o fazer. Talvez dar voz a mim própria, aos meus desafios, aos meus sentires. Talvez deixar gravado como est...

Em SAÚDE, 11 de outubro de 2019

Na certeza de quem sou

Sento-me na cadeira, frente ao computador. Tenho vontade de escrever, mas não sei como, sou atravessada por uma série de pensamentos, de ideias, desilusões e mal estar. Um mal estar p...

Em GERAL, 20 de setembro de 2019

Quando o problema é da casa de banho... e não das mentes.

Descobri-me enquanto mulher trans e não binária já após os meus 20 anos. Nada que não se tivesse manifestado mais cedo, mas simplesmente não tinha linguagem nem forma de descrever aqu...

Em GERAL, 23 de agosto de 2019

É um lar sem alma

Soam os sons dos sinos, a rua, deserta, caminha entre um ponto e outro ponto, a luz reflecte na água das poças que transitam entre as margens da calçada. Mais nada se ouve num raio pr...

Em GERAL, 19 de agosto de 2019

Sei que a morte me persegue

Olho para o ecrã à minha frente, várias imagens me conduzem a histórias e fins diferentes. Uns melhores, outros piores… outros indiferentes. A música soa como música, os sons da rua s...

Em GERAL, 20 de julho de 2019

Oscilar entre o desejo e a morte

Os meus dedos tocam o teclado, as minhas unhas pintadas brilham sob a luz que as teclas emitem, a música circula pelos meus ouvidos, a luz essa, apagada. Apenas a luz silenciada do ec...

Em GERAL, 15 de julho de 2019

Sobre a autora

Daniela Filipe Bento (Dani Bento) tem 34 anos, é natural do Cartaxo e vive em Lisboa. É estudante de astronomia e astrofísica e engenheira de software. Activista pelos direitos LGBTIQ+, direito e justiça social e saúde mental. Constrói o seu mundo através das suas reflexões, procurando sempre uma visão interseccional e uma prática transfeminista e radical. É, também, aprendiz de fotografia, DJing e astronomia amadora. Gosta de desenhar, escrever e jogar Playstation num dia de chuva e vento.

Vê as suas contribuições, as suas actividades actuais e as suas leituras