geral,

Observatório Astronómico de Lisboa - Observações Astronómicas

Daniela Filipe Bento Daniela Filipe Bento Seguir 26 de maio de 2012 · 1 min read
Partilha

Hoje é mais um dia de eventos no Observatório Astronómico de Lisboa e, a par disso, alguma formação importante para o grupo. Apesar de nós, na maioria, já termos alguma prática no manuseamento de aparelhos para a Astronomia, é importante continuar formação que nos permita progredir nos nossos conhecimentos.

A formação de hoje teve como assunto principal “Observações Astronómicas”. Existem diversos conceitos que são necessários para o bom funcionamento de uma sessão. Como devem imaginar, o “céu” é imenso, é importante aprender a situar-nos no espaço, bem como, no tempo. É bom conhecer o céu, é bom saber na “ponta da língua” onde estão determinados objectos, mas é mais importante saber orientarmo-nos no espaço que nos envolve e saber localizar o objecto que procuramos, independentemente do local ou do dia em que nos situamos.

Observatório Astronómico de Lisboa

Quando estamos a iniciar uma sessão de observação é preciso ter em conta algumas questões:

  • Estamos perto da cidade?

  • Quais as estrelas mais brilhantes do céu?

  • Que objectos conseguimos ver?

  • Em que altura do ano estamos?

  • Que horas são?

A necessidade de responder  a estas questões surge do facto de que, ao longo do tempo, os objectos que podemos ver no céu serem diferentes. Apesar disso, somos sortudos, o ciclo repete-se com os dias e/ou anos. Deste modo, aprendemos, entre muitas outras coisas, sistemas de coordenadas, de que modo os movimentos da Terra afectam a visibilidade dos objectos e alguma introdução aos telescópios que funcionam nos diferentes sistemas referidos.

Foi uma sessão divertida e recheada com algum humor. Espero assistir a mais sessões destas e, com certeza, irei aplicar muitos dos conhecimentos nas minhas observações.

Daniel Bento

Daniela Filipe Bento

Escrito por Daniela Filipe Bento Seguir

escreve sobre género, sexualidade, saúde mental e justiça social, activista anarco/transfeminista radical, engenheira e estudante de astrofísica