November 28, 2010

Numa tentativa de agregar alguns textos antigos, aqui fica alguns que estavam presentes num antigo blogue meu:

Desmentir uma Verdade Social - A pureza de uma sociedade que erra pelo que está certo e sente o que está certo por pensar erradamente

Aqui fica o terceiro: #003 - Street Fashion

[Segunda-feira, 12 de Novembro de 2007]

#003 - Street Fashion

Hoje, enquanto estava numa sala de espera, olhava para a TV enquanto, não havia mais nada para olhar. E deparo-me com o programa “Tardes da Júlia”…

Hoje um dos temas foi “Vestir bem com roupa simples” ou qualquer coisa semelhante, que agora também não é o mais importante de saber. Eu vi aquilo com alguma atenção, porque, de certo modo, é engraçado ver os comentários que provêm dali. E, quando menos esperava, sai algo do género: “As grandes marcas produzem a moda e depois aparece a Street Fashion a imitar”…

O que é que isto tem de especial? Nada. Mas é interessante reparar o quanto a leste as pessoas estão. Existe uma clara diferença entre Street Fashion e roupa do dia a dia. E existe uma larga diferença entre Street Fashion e Moda de Palco. A questão é, este comentário é algo extremamente irrealista. O que consta, na realidade, é que os estilistas dos mais variados pontos do mundo vão buscar ideias aos pequenos segmentos da sociedade onde se tem uma cultura de roupa mais livre. Não digo com isto que os estilistas não têm imaginação, mas quero dizer que não é a Street Fashion que imita o quer que seja… como a própria expressão o diz “é moda de rua”, não é moda “do dia a dia”… e o que se pode entender com moda de rua é, provavelmente mais fácil associar à capacidade criativa de aproveitar, fazer e gozar da diversão. Não é correcto, de modo nenhum, vir afirmar que a Street Fashion rouba ideias. Isto até, porque, geralmente, as roupas usadas em Street Fashion são de diversos estilos e diversas naturezas, o que conta é a criatividade, ao contrário da Moda de Palco (é o nome que dou) e Moda do Dia a Dia que, tem por objectivo seguir temas, como por exemplo Outono/Inverno. Geralmente neste tipo de moda, existe uma coordenação geral para seguir um padrão nas linhas da roupa. Em Street Fashion não há isso, a pessoa que veste imagina e sente e combina… Daí, serem os pequenos grupos sociais que costumam ter alguma produção de Street Fashion, não porque o fazem por dinheiro ou andar a mostrar, mas porque se sentem bem assim e é assim que se gostam de vestir. São ideologias diferentes, às quais é incorrecto fazer aquela afirmação. Poderíamos dizer que a Street Fashion é quase como fazer “Moda Amadora”, mas hoje em dia já há também profissionais nessa área.

Existem vários exemplos de Street Fashion pelo mundo. Temos Harajuku, Tóquio no Japão, temos também as modas Punk Americanas, etc… Apesar de algumas estarem muito ligadas a culturas de pensamento, estas por vezes manifestam-se da forma de roupa também. Por outro lado, o profissionalismo dos “outros” estilistas não os permite fazer algo com tanto sentimento como estas pessoas o fazem… até porque eles, não a vestem.

É apenas a minha opinião.

Daniel Bento

Ano 2019, em revisão...

Com o fim do ano vêm **momentos de reflexão e balanço** do que foi o ano que passou. Escrevia o ano passado, no primeiro dia de janeiro:>...… Continue reading

A luz

Published on December 17, 2018

Eram uns dias de sol...

Published on November 16, 2018