Actualmente, derivado à quantidade de informação que disponibilizamos, um dos nossos grandes problemas é perceber qual o caminho que esses dados levam, para onde vão, onde chegam, onde residem e para onde nos levam a nós: enquanto indivíduos.

As palavras que nos chegam aos ouvidos são, na maioria das vezes, palavras que soam perdidas no meio das multidões. Quando saímos de casa pela manhã, quando viajamos nos transportes para a escola, seja durante o dia no trabalho ou durante a noite enquanto vemos televisão. São mais que muitas, as palavras. Existem palavras boas, más, assim assim, para todo o gosto… para o nosso e para até para quando não se gosta.

A nossa mente é dotada das mais maravilhosas características e, muitas vezes, gostamos de nos colocar num local que está para além da nossa própria definição de inteligência.

Buracos de Verme Cósmicos: As novas fronteiras do universo é um livro da autoria de Paul Halpern, publicado em 1992 (versão original).

Passavam aproximadamente 15 minutos das 11h da manhã, estava muito calor, mas não o suficiente para entrarmos na onda do nosso amigo Alex, o rei da selva e dos seus amigos. Apesar da temperatura que se faz sentir em Madagáscar, a ideia de perseguir os pinguins (…) mais famosos do mundo, e os seus chimpanzés sindicalistas, é promissora de fazer sentir toda uma nova aventura.