Caminhos da Igualdade 2013

O concurso “Caminhos da Igualdade” foi promovido pela Associação Juvenil de Deão - AJD, motivado pela campanha de sensibilização “Caminhos da Igualdade”, co-financiado pelo Programa Operacional Potencial Humano/Quadro de Referência Estratégico Nacional e Fundo Social Europeu através da organização Comissão para a Cidadanania e Igualdade de Género - Apoio Técnico e Financeiro às Organizações não Governamentais (retirado da página do concurso).

Para a resposta a este concurso, pensei em três palavras chave. Existem várias outras que poderia referir, mas dentro do contexto dos objectivos, foram as palavras que melhor encontrei para passar a mensagem que queria. Foram então “Parentalidade”, “Identidade” e “Trabalho”. O meu objectivo era claro, resumir um enquadramento fotográfico no meu entendimento sobre a igualdade de género.

Outros dos desafios que propuz a mim mesmo foi, para além da concepção fotográfica, ser o fotografo (sendo a visão principal) e ser eu o próprio sujeito a ser fotografado para a difusão da ideia. O trabalho não seria possível sem a ajuda dedicada de dois amigos meus que me acompanharam no processo todo. Outro dos desafios introduzidos era como passar a mensagem num disparo único. Sendo o resultado a própria descrição que se pretende.

Deixo então aqui as três fotos que foram submetidas a concurso, entre as quais, a primeira foi publicada no P3 (Caminhos da Igualdade 2013) e, a segunda, exposta em formato impresso por vários locais no norte do país. Com cada imagem, apresento a memória descritiva que foi anexada.

Parentalidade

Paternalidade - A mulher como mãe, o homem como pai, socialmente, a reprodutora, o produtor. Realidade de gerar vida que um homem nunca conhecerá, o direito a ser pai, o direito a acarinhar - a possibilidade de estar e não ser excluído.

Trabalho

Trabalho - A sociedade, o posto é o estigma. O homem que segura o bom emprego, que se compromete com o mundo. A mulher destinada à casa, aos costumes familiares. Uma sociedade parada no tempo, como uma balança desiquilibrada - com pesos injustos.

Identidade

Identidade - Ser homem, ser mulher - impossibilidade de prever e escolher. Uma pessoa, ser sempre - um humano, um ser consciente. Apesar da distinta fisionomia, o interior é o mesmo - a capacidade de amar, a capacidade de acarinhar - Ser.